Incêndio no Território Indígena do Jaraguá

INCÊNDIO NA ALDEIA ITAKUPÉ, São Paulo, 21.06.2020

Foto por Marcelo Rocha

Ontem, dia 21/06/2020, por volta das 11 horas da manhã, as lideranças e a comunidade do Território Indígena do Jaraguá habitada pelos povos Guarani relataram o início de um incêndio na floresta do Parque Jaraguá, próximo à Aldeia Tekoa Itakupe.

Com as labaredas consumindo o verde das matas, os guardiões da floresta começaram a entrar em contato com as autoridades ao mesmo tempo que começaram a apagar eles mesmos o incêndio, mas que já se alastrava rapidamente pela força do vento. 

Depois de muito tempo combatendo o incêndio com as próprias  mãos que chegou uma equipe de bombeiros, extremamente reduzida para as proporções do desastre do fogo, dizendo que não poderiam ajudar muito pois o carro não seria capaz de subir o pico, onde já muito indígenas travavam sua batalha contra as labaredas, anunciado a postura de descaso e negligência do Estado. 

Foi só então que no começo do fim da tarde, por acionamento de deputados, que helicópteros chegaram ao local para ajudar a amenizar as chamas, acertando a água em locais onde o fogo já havia sido apagado… e que não ficaram por muito tempo pois “os helicópteros não podem operar de noite.” Outras equipes do corpo de bombeiros chegaram ajudando pontualmente ou afirmando que não tinham os equipamentos necessários enquanto os indígenas tentavam amenizar  a situação com enxadas, vassouras e suas próprias mãos, expostos ao calor e às toxinas da fumaça para defenderem suas casas e a  terra sagrada onde habitam e vivem… 

No começo da noite uma campanha pelas redes sociais foi puxada por lideranças indígenas e movimentos pela #IncendioJaraguá e #DescasoÉcrime, pressionando mais ainda o corpo de bombeiro com ligações, que começou a responder dizendo que “as medidas já tinha sido tomadas e que as pessoas que ligavam estavam atrapalhando o trabalho dos bombeiros”. 

Só então por volta da meia noite, com ferimentos e cansados, que as lideranças anunciaram nas redes que tinha controlado o fogo perto das residências, mas que ainda assim haviam alguns focos ao longo da mata. O foco do incêndio teria sido um balão de ar quente, mas ainda não existem evidências para comprovar dada a situação de risco e ameaças constantes que vive a comunidade.  

Foto de Richard Wera no Facebook 

A TI Jaraguá é a menor Terra Indígena urbana do país, que depois de muito lutar pela sua demarcação e também lutando dia-a-dia pelo direito a existir com dignidade, vem esse ano cada vez mais mostrando a força de sua resistência na luta contra a Construtora TENDA, que no fim do ano passado desmatou um grande área do parque ilegalmente e com autorização do governo do Dória e Covas, o que gerou a ocupação do espaço e a mobilização para a construção do Centro Ecológico Yara TY, e que foi desapropriada NO MEIO DA PANDEMIA.  

O descaso do Estado que opera por 500 anos o Genocídio Indígena, que legitima a derrubada das matas em nome do capital, que é propositalmente presente na opressão e ausente onde poderia ajudar, hoje mais uma vez negligenciou a vida dos povos Guarani, da Mata Atlântica e dos animais que ali residem e habitam. 

Não vamos deixar por isso mesmo!!

Não vão nos calar!!

Os Povos Indígenas Resistem!!  

#descasoecrime #vidasindigenasimportam #incendiojaragua

Por conta do calor os canos de fornecimento de água foram danificados deixando a comunidade sem água!! Assim, a solidariedade deve entrar em campo agora para somar na luta dos povos indígenas que chamaram uma campanha para arrecadar fundos!! 

Banco do Brasil

Agência 0297-6

Conta corrente 074870-6

Geni vidal

344089178-00

Siga e se Informe pelos canais e redes: 

https://www.instagram.com/lutaparquejaragua/

https://www.facebook.com/richard.wera.16

https://www.instagram.com/tv/CBtxyVfHchL/?igshid=1vgemfzrwit0k
https://twitter.com/munihin_/status/1275050393286979584

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *